PORNOGRAFIA - UM PERIGO INTENSO EM NOSSO TEMPO

 
 
 
Numa época de combate a tantas pragas e epidemias nocivas à vida humana, temos uma que pouco é mencionada e combatida, mas que tem um alto poder destrutivo: a pornografia.Ela tem se espalhado assustadoramente a passos largos pelo mundo, e embora seja uma prática maléfica, é protegida pelos conceitos de liberdade e privacidade.A pornografia pode causar dependência e fazer o usuário descer aos mais baixos níveis morais, como fazem as drogas ilícitas.Segundo pesquisas, cerca de 55% dos internautas no Brasil, entre homens e mulheres, crianças e adultos, casados e solteiros acessam páginas pornográficas pela internet. Dessa forma, a propaganda que sugere felicidade existente no amor livre, no sexo precoce, nas novas experiências eróticas e no adultério rende adeptos a cada dia.A maioria das pessoas classifica a pornografia como algo inofensivo, afinal, que mal um simples vídeo de um minuto ou uma imagem sensual pode causar? Assim, sob esse argumento, muitos têm reservado parte do seu dia para acessar esses conteúdos, seja pelo celular, seja pelo computador. No entanto, embora não se deem conta, além de serem explorados por um mercado perverso e lucrativo, estão fazendo da mente uma lata de lixo.Você sabia que o nosso cérebro trabalha para armazenar o máximo de informações que consumimos? Isso significa que tudo o que lemos, vemos, observamos ou sentimos são guardados em algum lugar da nossa mente. Por essa razão, todos possuem lembranças. Isto é, todas as experiências que passamos se transformam em arquivos salvos na nossa máquina cerebral.
Sendo assim, fica difícil imaginar que alguém não tenha seu desejo aflorado ao ver uma imagem de nudez. Além disso, é impossível acreditar que uma pessoa, ao ver cenas de sexo, não seja estimulada a repeti-las, inclusive, com outras pessoas dispostas a fazer sexo sem nenhum compromisso.
Estamos acostumados em determinar limites para as crianças, mas são os adultos que mais têm necessidade deles. Mesmo que tenhamos toda a liberdade para escolher a programação da TV e da internet, os amigos e as formas de entretenimento, precisamos determinar a fronteira do que é saudável ou não para nós. E independentemente se existe alguém nos vigiando ou checando nossos e-mails e mensagens, nossa maneira de viver deve ser livre de tudo o que possa sujar nossa consciência.
A história é surpreendentemente familiar: alguém descobre imagens e vídeos acidentalmente, por curiosidade, familiares ou amigos. A curiosidade se torna em hábito aos poucos, e por algum motivo, continuamos voltando às imagens e vídeos mesmo quando somos pequenos demais para entender. O hábito rapidamente torna-se um vício, e enquanto o tempo passa em silêncio, este vício lentamente vai corroendo tudo o que é importante para nós. Não é até que tenham passado muitos anos que confessamos e procuramos ajuda. Desesperados, admitimos que isso está fora de controle e que transformou toda felicidade em miséria. Se isto soa familiar, o mais importante é que há ajuda e que você não está sozinho.
E para você que está preso a isso e mantém segredos a “sete-chaves” sobre sua conduta, saiba que é possível se ver livre rapidamente.
 Algumas dicas:
* Decida que nunca mais entrará em conversas inapropriadas, seja por e-mail, seja por redes sociais e sites de relacionamento, seja pessoalmente;
* Exclua de seus dispositivos eletrônicos vídeos e fotos; não clique em links nem pesquise ou faça downloads de material que tem apelo sexual;
 *Faça uma limpeza em suas redes sociais e evite amizades que estimulem esse tipo de assunto ou prática.
1. Evite acessar o computador quando estiver sozinho. O ideal é que o limite do cristão seja interior e não exterior (Gl 5.16). Todavia essa prática é importante até que o domínio próprio se torne um hábito (1 Cor 6.12). Quando o cristão aprende a andar no Espírito, então ele terá o domínio necessário para navegar na rede tanto na presença de alguém como na ausência (Rm 8.13).
2. Evite programas de auditório ou reality shows onde é explorada a sensualidade, por exemplo, Big Brother, A Fazenda. Pode ser apenas um programa de auditório, como esses exibidos nas tardes de domingo onde há a presença de uma sensualidade legalizada. Podemos incluir aqui programas como Pânico na TV. Parece um excesso de zelo, mas não é. Se você não se prevenir, essa sensualidade legal acabará por levá-lo para o pecado sexual.
3. Evite pacotes de TV por assinatura onde tenha nem mesmo propagandas de filmes eróticos mas sim uma TV por assinatura com programação voltada mais para a família.
4. Evite bancas de revistas e locadoras de vídeos destinados à promoção desse tipo de material.
5. Renove a sua mente diariamente pela leitura da palavra de Deus.
6. Desenvolva o hábito da oração. Lembre-se que essa é uma guerra espiritual e por trás desses vícios há demônios querendo escravizá-lo.
7. Desenvolva relacionamentos fortes com quem pode ajudá-lo na intercessão. Peça ajuda a um amigo ou amiga que você sabe que é alguém com um ministério de intercessão.
8. Evite salas de bate-bapo com pessoas desconhecidas. E quando se tratar de amigos ou amigas evite criar um vinculo emocional onde as garras da tentação sexual possam ser fincadas em você. Nesse tipo de conversa deixe bem claro que você é uma pessoal fiel a Deus.
9. Tenha cuidado quando se hospedar em algum hotel. Geralmente esses hotéis possuem TV a cabo com dezenas de canais disponíveis. É possível que dentre um deles você encontre algum que promova a impureza sexual. Um grande amigo meu e um dos maiores pregadores do Brasil, disse-me que quando está hospedado em um hotel e se depara com um desses canais que fazem promoção do sexo, ele simplesmente passa imediatamente para um outro ou desliga a TV. Uma demora aqui costuma ser fatal.
10. Vigie o seu celular e Ipad. O acesso ao mundo virtual através dessas máquinas pode se tornar um tropeço para você.
11. Arrependa-se se você se expôs à pornografia. Vigie e não permita que isso se torne um hábito. Exponha diante do Senhor toda atitude, pensamentos ou práticas que demonstre inclinação para a impureza sexual. Não deixe esse tipo de entulho acumular em sua mente.
12. Vigie o seu vocabulário, inclusive piadas quentes. Muitas vezes as palavras revelam o que está por dentro do indivíduo.
13. Lembre-se: “Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar” (1 Cor 10.13).
14. Ande no Espírito e você jamais irá satisfazer os desejos impuros da carne (Gl 5.16).
Vimos que a fidelidade conjugal é o que Deus idealizou para seus filhos. a realidade da tentação somados à natureza adâmica que herdamos fazem com que a possibilidade de não vivermos esse ideal seja algo bem real. Todavia o Senhor nos deixou a sua palavra com dezenas de conselhos para nos prevenir para não cairmos nesse abismo.
Nossa mente deve se manter ocupada em "tudo que é honesto, justo, puro, amável e de boa fama, que possui virtudes e que promove louvor" (Fp 4.8).
Podemos nos tornar vitimas de nós mesmos dos maus pensamentos e hábitos até desumanos se não guardarmos esses princípios da palavra.   
As vezes há necessidade da ajuda de alguém, então, não hesite em desabafar ou conversar com uma pessoa da sua confiança. Na igreja você encontra apoio para sair do isolamento e se erguer para um novo começo de vida. Não continue prosseguindo nesse caminho , pois é um caminho sem volta.  
 
Pr Isaias Gomes.
TOPO